capa do livro Quando eu transbordo, eu faço poesia

Quando eu transbordo, eu faço poesia

Vitalina Aparecida Palugan

Sinopse

Vamos continuar a sonhar, 

mesmo que isso não seja coisa desse mundo...

Vamos dançar,

ainda que fora do ritmo...

Vamos poetar, 

mesmo que não nos compreendam...

Vamos cantar,

ainda que desafinando...

Vamos amar, 

porque só o amor

pode nos salvar das mazelas da vida,

da amargura das pessoas 

e da solidão de nós mesmos…

 

Detalhes
  • Páginas: 120
  • Encadernação: Brochura
  • Ano da edição: 2019
  • I.S.B.N.: 978-85-7142-038-0
  • Cód. barras: 9788571420380
  • Altura: 2,1 cm
  • Largura: 1,4 cm