LANÇAMENTOS

capa do livro
Colíder: a cidade e sua formação histórica
Elias Alves Aranha

A história da cidade começa com Raimundo Costa Filho era o titular da Colonizadora Líder e tinha experiência na colonização das cidades de Fênix e Barbosa Ferraz, ambas no Paraná. Assim, junto de José Rocha e Eugênio Calisto, ambos topógrafos e agrimensores oriundos do Paraná, seguiu as picadas da Rodovia Federal Cuiabá/Santarém BR-163 e procedeu às primeiras demarcações da área previamente estudada por meio de voos, em busca de localidades planas para edi?car cidades. 
Em cada uma dessas glebas foram criados núcleos rurais, denominados “chácaras”, com lotes cortados e demarcados e estradas vicinais. Assim, deram início aos trabalhos de colonização. A Gleba Cafezal, com sede situada 33 quilômetros à esquerda da altura do km 615 da BR-163, foi dividida em sítios. Ali também surgiu o povoado que depois se tornou a cidade de Colíder. Mais tarde, com a intensi?cação do ?uxo migratório, a área foi expandida, criando Gleba Nova, posteriormente batizada pelo Padre Geraldo de Nova Canaã. 
Com o desmembramento de Colíder em relação a Chapada dos Guimarães em 1979, essa passou a ser a sede de uma extensão de 41.853 km² e dos núcleos urbanos de Itaúba, Nova Canaã, Terra Nova, Peixoto de Azevedo e Guarantã.
O primeiro ponto de penetração na mata densa rumo à gleba cafezal foi a formação de um acampamento à margem da BR-163, tendo como família pioneira a família de Sérgio Dorini. A mesma foi sucedida por vários outras ao longo da estrada rústica, cuja abertura avançava rumo à futura Colíder.

DEPOIMENTOS DE NOSSOS AUTORES

foto do autor

“O primeiro livro é como a primeira gravidez. Gestação literária. Esperamos recebê-lo em nossas mãos, tocar em um sonho que virou realidade. Temos medo que a publicação não saia como planejamos. Meu primeiro filho literário saiu perfeito, fiquei emocionada quando recebi da editora. Ele trouxe alegria para minha vida. Estou a caminho da segunda publicação, preparando-me para as fortes emoções.”

Elma Sales Morais
foto do autor

“Mais uma vez, muito obrigado pelo excelente trabalho de vocês! Espero (e vamos) fazer novos livros com vocês! Os livros ficaram maravilhosos, super amei a capa, o formato, tudo. Postei uma foto dele no facebook e no instagram e foi só elogios! Parabéns pelo belo trabalho... é muito gratificante pegar uma obra que saiu de suas mãos nas próprias mãos e contemplar o resultado que ficou show! Muito obrigado por serem canais de Deus pra realização desse sonho... Vocês são feras! Grato!”

Bruno Julião da Silva
foto do autor

“ A Editora Recanto das Letras abriu o meu caminho como escritora! Estou muito feliz.”

Cleonice Ferreira dos Santos
foto do autor

“"O que se torna real, antes fora imaginado, pensado e planejado. O cosmo conspira a favor de desejos que nascem da alma e do espírito. Sempre acreditei nisso, e para que isso aconteça nos lançamos, às vezes, com certo receio, às mãos de pessoas que nem conhecemos, mas que aos poucos vai se tecendo na rede da vida uma experiência que ganha corpo e o resultado é a satisfação tanto para um lado quanto para o outro. É com o pensamento que tudo daria certo, foi que me lancei nesta aventura prazerosa e hoje escrevo para agradecer a todos, indistintamente. Todos que de alguma maneira participaram para que eu pudesse tocar no meu primeiro livro. Um sonho! Então, hoje, de posse da minha primeira obra literária exibo-a orgulhosa, com o coração cheinho de gratidão. A todos, meu muito obrigada! Maria Bernadete B. de Oliveira Praia Grande, 03 de janeiro de 2019.”

Maria Bernadete Bernardo Oliveira